PSdeG E Maré Fecham Um Acordo De Não-Brutalidade No Parlamento

PSdeG E Maré Fecham Um Acordo De Não-Brutalidade No Parlamento 1

Xoaquín Fernández Leiceaga esperou o dia da constituição do Parlamento para provar que a derrota e a de seu partido contra a Maré foi mínima. De forma sigilosa, ele entrou em contato com o teórico, líder da oposição, Luís Villares, para provar que o “ultrapassagem” foi somente parcialmente.

Com o regulamento do Parlamento perante o braço esgrimió que o empate em número de assentos entre a tua formação e os rupturistas não possibilitava a opa hostil e só levava ao acordo. E deste modo foi. No passado dia 20 de outubro, os deputados do PSdeG demonstraram que continuavam sentados onde estavam a legislatura anterior e que as modificações reconhecíveis seriam mínimos. Ontem os socialistas arredondados esse acordo global “de meio ambiente institucional” com um pacto de não-crueldade, que foi patrocinado pelos líderes parlamentares.

De tal maneira que ambas as formações colaboram no serviço parlamentar e o partido socialista considerar durante toda a legislatura o segundo recinto pela Maré. Após a concretização do pacto, foi o porta-voz de Maré, Luís Villares, que avaliou de forma global o repercussão do acordo que chamou de “afirmativo”.

Segundo citou, “o consequência é fruto de uma ação concreta em que chegamos a acordos com o PSOE e o BNG em um negócio idêntico ao que se deu no ano de 2001, entre nacionalistas e socialistas”. O dirigente, no elenco, disse que o pacto alcançado é conseqüência da “vontade de surgir a acordos consistentes com o resto de grupos de oposição e acompanhar o antagonismo que existe em geral com o PP”.

  • TouchPad e WebOS
  • o Que gosta
  • 1992-Campeão Sul-americano Juvenil, em Lima, no duzentos metros
  • Jim Manzi, F79, Fundador e ex-Executivo-Chefe, Lotus Corp
  • Precaução de Inundações Urbanas e Drenagem (APL1 e 2)

O valor simbólico dos cargos ocupados pelos socialistas foi relativizado pelo próprio Luís Villares. Segundo confessou à imprensa, “o PSdeG tem uma sensacional plataforma, porque têm um número de lugares semelhantes aos de Maré. A diferença qualitativa é que nós ganhamos por número de votos e nada há acima de desejo popular, por cima dessa exposição que nos corresponde por decisão da vontade cidadã”. A justificação do negativo trata de combater a inexistente diferença pela prática entre socialistas e populistas. O acordo gestado pessoalmente entre Fernández Leiceaga e Luís Villares, não causou inquietação entre os deputados.

de acordo com a pôde atestar ABC, diversos deles não conheciam exatamente as condições e ficaram com o começo genérico de que Pela Maré abrirá os debates no plenário. A constituição das comissões propiciou o final do pacto. Até já ocorreu um desajuste na hora de aconselhar os nomes. Contudo, enfim, Noela Branco, vai preencher a secretaria da Deputação Permanente, minutos antes de começar a votação, tal Leiceaga como Villares, tiveram que fechar o sentido do voto, ante a perplexidade do resto de deputados da Câmara.

Categories:

Tags: